sábado, 26 de fevereiro de 2005

QUERIDOS LEITORES

Estive ausente, eu sei. E estaria mentindo se dissesse que essa ausência não doeu em mim. Porque se o silêncio se fez aqui é que algo em mim também calou. De forma tão abrupta que perdi o jeito. Talvez, não apenas o de escrever, mas o de sentir até.